127- DIALOGANDO CIÊNCIA ENTRE SABORES, ODORES E AROMAS – LUCA, GRUFELD DE; SANTOS, SANDRA APARECIDA SA DOS;

SINOPSE

” Assim, parece que se pode afirmar que no ensino em geral, mas no ensino de Química de uma maneira muito particular, existe uma linguagem dupla. Uma é a lingua oficial, aquele falada pela Escola (e aqui usei propositalmente a Escola para significar apenas os emissores da língua oficial, considerando que os alunos, mesmo pentencendo a Escola, não usam a língua oficial, que eles ouvem, mas não entendem). A outra, que por analogia as situações nacionais, pode ser chamada de sialeto, que é a lingua falada pelos frequentadores da Escola.”
Anúncios
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: