122- GRAVITAÇÃO E COSMOLOGIA: UMA INTRODUÇÃO – ANTÔNIO MANUEL ALVES MORAIS

SINOPSE

O livro é resultado de 12 anos de trabalho do autor em Portugal onde teve a oportunidade de dirigir um clube de Astronomia para estudantes do ensino fundamental e médio e das ações de formação que deu a professores nesse país. Segue um contexto histórico para o desenvolvimento dos assuntos abordados, a fim de eliminar a impressão que muitas vezes se tem que o conhecimento atual surgiu “num passe de mágica”. Se destina a alunos do ensino médio, curiosos, professores do ensinos médio e fundamental juntamente com estudantes universitários, que queiram um ponto de partida para compressão desse temas. Muitos dos assuntos que são abordados são tópicos correntes de pesquisa.

A Cosmologia é uma ciência que procura estudar o Universo com um todo, mas na fase atual apenas conseguimos criar modelos de universo que se baseiam nas observações. A Cosmologia não é uma ciência experimental. Vemos o universo, e daquilo que vemos, construímos teorias que o possam explicar

A obra se inicia com o tema “Visões dos Cosmos” onde são mostrados alguns mitos de criação de grandes civilizações até a revolução heliocêntrica. Abordando a revolução relativista, mostra alguns conceitos fundamentais da Astronomia, da Cosmologia e métodos de determinação de distâncias.
Concluí com o tema Supernovas como indicadores de distâncias cosmológicas e no fim do livro há uma atividade para entender melhor o fator de escala e, duas atividades de cosmologia. O objetivo é auxiliar professores ou alunos que queiram entender como a partir de dados observacionais se constroem modelos, e mede-se a constante de Hubble.

Índice

Capítulo 1 Visões do Cosmos
1.1 Introdução
1.2 Dos mitos de criação a Newton
1.2.1 Antigo Egito
1.2.2 Mesopotâmia
1.2.3 China
1.2.4 Mitos Hindus
1.2.5 A Grécia antig
1.4 A contribuição dos árabes
1.5 A revolução heliocêntrica

Capítulo 2 – Desenvolvimento histórico da gravitação
2.1 Desenvolvimento histórico da gravitação
2.2 A revolução relativista
2.2.1 A Relatividade Restrita
2.2.2 Diagramas de espaço-tempo
2.2.3 Cone de Luz
2.2.4 Horizontes cosmológicos
2.2.5 A teoria da relatividade Geral

Capítulo 3 – Unidades e Medições em Astronomia
3.1 A Unidade Astronômica (UA)
3.2 Configurações Planetárias – O método de Copérnico
3.3 O ano-luz
3.4 O parsec
3.5 O sistema de magnitudes
3.6 A magnitude aparente
3.7 A magnitude absoluta
3.8 Correções nas determinações de magnitudes estelares
3.9 O desvio para o vermelho (redshift)

Capítulo 4 – Noções de Cosmologia
4.1 Introdução
4.2 O significado da descoberta de Hubble

Capítulo 5 – O modelo cosmológico padrão
5.1 O Princípio Cosmológico
5.2 O fator de escala
5.3 Um modelo newtoniano
5.4 Parâmetros cosmológicos
5.4.1 Parâmetro de Hubble
5.4.2 Parâmetro de densidade
5.4.3 Parâmetro de desaceleração
5.5 A constante cosmológica
5.6 As Supernovas

Capítulo 6 – Supernovas como padrão de distâncias
6.1 Introdução
6.2 Algumas Supernovas históricas
6.3 Classificação das Supernovas e aplicação à Cosmologia

Capítulo 7 – Atividades
7.1 O fator de escala
7.2 A constante de Hubble para supernovas do Tipo Ia
7.3 Modelos de universo

Anúncios
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: